quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

PROCEDIMENTOS DE PRIMEIROS SOCORROS EM AFOGAMENTO

AFOGAMENTO


Definição
Na maior parte dos casos de afogamento ocorrem quando a vítima fica nervosa e entra em pânico dentro da água, logo em seguida ao ingerir e aspirar certa quantidade de água não mais conseguir respirar (asfixia).
Algumas vítimas de afogamento de I e II grau podem, após o salvamento, parecerem tranqüilas e demonstrando um comportamento passivo, mais em grande parte dos casos, alguns minutos após a vítima fica com as extremidades roxas (cianóticas) sensação de tonteira, moleza perdendo a consciência.


GRAU  I
A vítima fica nervosa e entra em pânico dentro d’água, ao achar que vai se afogar mesmo estando em um local que não apresenta risco.
 A vítima não chega e aspirar água, mais o seu estado de nervo faz com que ela aja de forma desorientada, voltando ao estado normal após ser acalmada e aquecida.

Principais Sinais
o   Lucidez acompanhada de medo e nervosismo
o   Taquicardia e taquipnéia (aceleração da respiração e dos batimentos cardíacos);
o   Tosse seca constante;
o   Falta de ar.

GRAU  II
Alguns sinais de agressão orgânica são notados, e por vezes há repercussão no aparelho cardiorrespiratório. A vítima encontra-se consciente.

Principais Sinais
o   Lucidez acompanhada de nervosismo e agitação;
o   Aceleração da respiração e dos batimentos cardíacos;
o   Não há grande dificuldade para respirar;
o   Tosse seca e vômito;
o   Pequena quantidade de espuma na boca e no nariz;


GRAU  III
O afogado encontra-se em situação delicada;

Principais Sinais
o   Vítima muito agitada e nervosa;
o   Dificuldade respiratória por deficiência de oxigênio;
o   Freqüência respiratória e cardíaca muito elevada;
o   Roxidão (cianose);
o   Tosse acompanhada de espuma.


GRAU  IV
O afogado encontra-se em situação delicada correndo risco de morte;

Principais Sinais
o      Falta de oxigênio;
o      Roxidão (cianose);
o      Ausência de pulso periférico palpável;
o      Secreção nasal e bucal.


GRAU  V
O afogado necessita de atenção redobrada;

Principais Sinais
o   Parada respiratória;
o   Presença de pulso carotídeo.


GRAU  VI
O afogado já tem a morte clínica, imediatamente inicia-se a RCP;

Principal Sinal
o   Parada cardiorrespiratória (PCR).



  Procedimentos a serem utilizados nos casos de afogamento

o   Solicitar apoio qualificado (192-193-153)
o   Deitar a vítima com a barriga para cima e com a cabeça mais baixa que o resto do corpo;
o   Checar o nível de consciência da vítima (efetuando perguntas ou utilizando o toque);
o   Caso esteja consciente acalme-a;
o   Retire qualquer objeto que possa estar obstruindo as via aéreas;
o   Por a vítima em posição lateral de segurança (se a mesma vomitar);
o   Manter a vítima aquecida;
o   Efetuar a respiração artificial caso a vítima perca os movimentos respiratórios normais;
o   Só após constatar a parada cardio respiratória efetuar a RCP;
o   Ao ajudar uma vítima de afogamento, independente se é do grau l ou grau Vl, a calma e a sua proteção é primordial neste momento.


OBS. Na maioria dos casos algumas vítimas apresentam o estomago cheio de água o que dificulta os movimentos respiratórios.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário